27.10.09

Citemor TV: Angélica Liddell

LA CASA DE LA FUERZA de Angélica Liddell
5 a 8 de Novembro no Festival de Outono de Madrid
duração aproximada de 5 horas e 30 minutos (com intervalos)

Citemor TV: Angélica Liddell (ver ON-DEMAND)
A propósito da estreia de uma nova criação, dedicamos à artista no espaço Citemor TV um programa com 27:40 de duração e com o seguinte alinhamento:
— Prémio Valle-Inclán. Angélica Liddell vence o Prémio Valle-Inclán de Teatro, atribuído por El Cultural / El Mundo, pela a sua obra "El año de Ricardo". Madrid, Abril de 2008.
— Retrato Falado: Angélica Liddell. Rúbrica da fotógrafa Susana Paiva em citemor.blogspot.com. Citemor, Julho de 2009.
— Temor y Temblor: Campo de Trigo. É a primeira parte do estudo sobre "Temor y Temblor" de Kierkegard (instalação video no Citemor em 2007).
— Retratos Singulares: Angélica Liddell. Fotografia de Susana Paiva. Montagem de "Boxeo para Células y Planetas", Citemor, Montemor-o-Velho 2008.
— Temor y Temblor: Los Arrozales. É a segunda parte do estudo sobre "Temor y Temblor" de Kierkegard. A terceira parte chama-se "Bach en Alemán Significa Río" e pertence à obra "Anfaegtelse" (imagens de Montemor-o-Velho, 2007).
— Angélica Liddell: Entrevista. Entrevista de Cláudia Calhós sobre "Te Haré Invencible Con Mi Derrota". Video de Hugo Barbosa e Pamela Gallo. Citemor, Julho de 2009
— Te Haré Invencible Con Mi Derrota. Excertos da obra de Angélica Liddell desenvolvida em residência de criação em Montemor-o-Velho. Video de Hugo Barbosa e Pamela Gallo. Estaleiro Mota-Engil, Citemor, Julho de 2009

http://angelicaliddell.com/


DISCURSO DIRECTO | Angélica Liddell

texto de Claudia Galhós

Sangue no esgotamento de um fulgor

A vida que nasce da dor. A transgressão como profunda comoção do espírito. O sangue que corre no corpo, desenho de uma estética que recupera imagens de pinturas clássicas. [ler mais …]


CRÓNICA | A minha morte em troca do teu cabelo
texto de Óscar Cornago

Hubo un tiempo en que la comunidad acudía a los oráculos para conocer el porvenir. El oráculo hablaba a través de signos, de gestos extraños y palabras oscuras, de símbolos que contenían un mensaje, la voz de los dioses. [ler mais …]


CRÓNICA | A mesma estrela negra
texto de Pablo Caruana Húder

Han sido tres días extraños, duros, de soledad, desamparo y donde se han intentado tocar los límites del ser humano, allá donde uno se destroza y no hay Dios que recomponga.
[ler mais …]


CRÓNICA | História da Dor
texto de Cláudia Galhós

Há três narrativas que se cruzam, em cena, como três linhas de vida desenhadas na palma da mão. Todas elas partem de uma dimensão muito pessoal: a história de Angélica, a história de Jacqueline e a história da humanidade. História de guerra.
[ler mais …]


EM ENSAIO | Angélica Liddell
fotografia de Susana Paiva
[ver mais …]