19.8.08

Primeira Página 2008


CONCERTO: Rocky Marsiano
vídeo de Hugo Barbosa e Pamela Gallo
SOUNDCHECK: Rocky Marsiano
fotografia de Susana Paiva


MALA VOADORA: Excertos do espectáculo "O decisivo na política ..."
vídeo de Hugo Barbosa e Pamela Gallo


DISCURSO DIRECTO: Entrevista a Jorge Andrade e José Capela (Mala Voadora)-II
Claudia Galhós

Como se olha para uma peça que tem três momentos diferentes de apresentação – primeiro em Serralves, depois do Citemor e falta ainda no O Negócio/ZDB – que é diferente de uma digressão de uma mesma peça, mas antes representa uma obra que não se chega a estrear-se, mas antes existe em constante elaboração, redefinição, reformulação?
É este o caso de «O decisivo na política não é o pensamento individual, mas sim a arte de pensar a cabeça dos outros (disse Brecht)». E esta segunda parte da conversa, é mais um exercício de memória sobre a primeira apresentação ao público (em Serralves) e algumas questões que atravessaram a residência artística em Montemor-o-Velho, que deu origem à versão apresentada na Sala B, do Citemor.
[ler mais …]

EM ESPECTÁCULO: "O decisivo na política..." pela Mala Voadora
fotografia de Susana Paiva



DISCURSO DIRECTO: Entrevista a Jorge Andrade e José Capela (Mala Voadora)-I

Claudia Galhós

«O decisivo na política não é o pensamento individual, mas sim a arte de pensar a cabeça dos outros (disse Brecht)». Este é o extenso título da nova peça da Mala Voadora, que sugere, desde logo, o programa de intenções do espectáculo.
A política é o pretexto para uma viagem pelo mundo do espectáculo e da manipulação, que traduz precisamente essa ideia de uma certa forma de arte «de pensar a cabeça dos outros». A peça teve uma primeira versão em Serralves (Porto), em Julho, no âmbito do programa Mugatxoan. No Citemor (Montemor-o-Velho), Jorge Andrade (encenador e actor) e José Capela (cenógrafo) – a estrutura humana central da Mala Voadora – estiveram uma semana em residência para repensar a peça, que agora se apresenta numa segunda versão.
Em Setembro, o espaço O Negócio, em Lisboa (da Galeria Zé dos Bois), irá apresentar uma terceira, que resultará de uma nova residência, nessa ocasião na capital.
Este é o pretexto para uma conversa com os dois, sobre o jogo dos significados que o teatro contemporâneo compõe e abandona a cada nova visitação de uma peça que já existe mas não se fixa num objecto cristalizado. Nesta primeira parte da conversa cruzamos o passado da Mala Voadora com a peça em desenvolvimento.
[ler mais …]

CHECK-IN: Mala Voadora
vídeo de Hugo Barbosa e Pamela Gallo

MIGUEL PEREIRA: Excertos do espectáculo "Doo"
vídeo de Hugo Barbosa e Pamela Gallo


FRANCISCO CAMACHO - Entrevista in progress

Claudia Galhós

Retrato em construção do coreógrafo português Francisco Camacho, numa série de conversas, que decorrem no contexto do Festival Citemor 2008, com o qual colabora há muitos anos, como criador e artista programado e também, como acontece nas últimas edições, como o programador do ciclo de cinema. [ler mais …]


DISCURSO DIRECTO: Entrevista a Ignasi Duarte

Claudia Galhós

Ignasi Duarte esteve pela primeira vez no Citemor, em 2005, como dramaturgo de Roger Bernat, e regressou nesta edição para filmar uma invulgar longa metragem que se chama «Montemor» e que tem por protagonista a vila, captada a partir das pessoas que a habitam e sem que a vila apareça. «Um grande fora de campo», muito pessoal e sentimental – assim esperamos ver «Montemor». [ler mais …]

EM ESPECTÁCULO: "Doo" de Miguel Pereira
fotografia de Susana Paiva


EM ESPECTÁCULO: "10.000 años" de Carlos Fernandez
fotografia de Susana Paiva


CHECK-IN: Miguel Pereira
vídeo de Hugo Barbosa e Pamela Gallo


DISCURSO DIRECTO: Entrevista a Miguel Pereira
Claudia Galhós

Em «Doo», Miguel Pereira retoma a dimensão autobiográfica, aqui de forma assumida. Surge também novamente a lógica de espelho. Ele, como intérprete, frente a um outro, neste caso Bernardo Fernando (PAK), que conheceu em Moçambique, país de que Miguel é natural e onde esta peça se iniciou. Este «outro» representa uma duplicidade, a possibilidade de um outro Miguel, mas é também alguém diferente de Miguel. Os jogos de espelho são uma constante na obra do coreógrafo Miguel Pereira, mas desde a peça que criou com Karima Mansour (Egipto), «Miguel meets Karima», em 2007, que o espelho se partiu. [ler mais …]


DISCURSO DIRECTO: Entrevista a David Marques

Claudia Galhós

Um corpo à procura, onde a palavra também ganha um corpo, em diálogo com o outro, o de carne e sangue do intérprete. «Motor de Busca» apresenta um novo criador em início de percurso artístico. David Marques fala de um corpo à procura de quem é, e nesse questionar desenha caminhos ainda erráticos, por onde se lança e se perde, construindo um mundo de sentidos múltiplos que constantemente se destroem. [ler mais …]


DISCURSO DIRECTO: Entrevista a Carlos Fernandez
Claudia Galhós

O desejo é, aparentemente, muito simples: contar histórias. Que o espectador se deixe levar por essas narrativas que começam com uma ideia simples – que em «10.000 años» é a de um homem numa casa que está prestes a ser demolida –, mergulhada na voragem da vida contemporânea e que se contamina de outras histórias, mais antigas, como esse outro olhar que propõe sobre a cidade de Jericó. Carlos Fernandez apresenta-se pela primeira vez em Portugal, com uma estreia absoluta, criada em residência artística no Castelo de Montemor. [ler mais …]


DERIVAÇÕES: Uma pequena história, Carlos Marquerie
Pablo Caruana

Nos encontramos en las calles de Montemor con el director español Carlos Marquerie, relajado, este año no toca trabajar y si poder disfrutar de charlas y teatro. Recorrer los espacios y los sitios donde se crearon “Que me abreve de besos tu boca” (2005) y “El temblor de la carne”(2006), de repensar y disfrutar. Así lo encontramos y charlando nos cuenta una pequeña historia, memoria personal y teatral. Haciendo un poco de trampas, quitando las preguntas y uniendo, tejemos una pequeña historia: [ler mais …]


CRÓNICA: Deslizando pelas pistas de gelo

Pablo Caruana

Hace mucho que no veía un comienzo teatral tan sugerente, con una potencia que iba impregnándose no sólo en su momento escénico sino también a posteriori, durante todo el espectáculo.
Una pequeña pista de hielo de juguete que no sabemos de dónde viene, proyectada en el frontal del espacio, con reminiscencias de juego de principios de siglo en el que vemos a unas pequeñas figuras deslizarse, cada una siguiendo un camino propio, sin tocarse, pero formando cierta coreografía alegórica de la vida. Frío, deslizamiento y distancia.
La imagen es lejana, de viento nórdico, no de tierra de chopos… No sé porqué no podía parar de pensar en “El espejo” de Tarkovski. Pero a parte de una metáfora que atraviesa todo el espectáculo, este comienzo funciona también como una declaración de parámetros y como propuesta. [ler mais …]

DAVID MARQUES: Excertos do espectáculo "Motor de Busca"
vídeo de Hugo Barbosa e Pamela Gallo

CHECK-IN: David Marques
vídeo de Hugo Barbosa e Pamela Gallo

IMAGENS NO SINGULAR: David Marques
fotografia de Susana Paiva