1.7.08

Espaço Convívio

Para efeitos de intenção, chamemos-lhe como título provisório «Espaço Convívio»*. Lugar de prazer, onde a documentação, a entrevista e a reflexão se fazem com vista à partilha, na dinâmica própria da vida criativa que deseja sair da malícia dessas viciosas deleitações da alma e da indevida disposição do corpo. Através do vídeo, da fotografia, do texto escrito e da conversa, tocamos o íntimo e as narrativas pessoais de um lugar que se chama Montemor-o-Velho por ocasião de um festival que se chama Citemor, querendo alcançar o mundo, projectando-se no espaço por via destas novas ferramentas . Lançamo-nos no espaço que é global, e onde não há centro nem periferia, não há proximidade nem distância
Neste espaço de programação virtual, teremos: entrevista «in progress» ao coreógrafo Francisco Camacho que decorrerá ao longo do Festival; breves notícias do programa que vai decorrendo; excertos de ensaios; entrevistas aos criadores; análises de espectáculos; histórias de Montemor-o-Velho; entre muitas outras actividades. Para já, pode ir espreitando o blogue do ano passado.

* «Todos os homens aspiram naturalmente a conhecer. (...) Dentro do homem, podemos considerar dois defeitos e impedimentos: um, do lado do corpo, outro, do lado da alma. Do lado do corpo, quando as partes se encontram indevidamente dispostas – tal que nenhuma pode comunicar -, como é o caso dos surdos e mudos e seus similares. Do lado da alma, quando a malicia oprime a esta, que assim se faz seguidora de viciosas deleitações, que de tal modo a enganam que por elas a tudo o mais despreza.»
(in «Convívio», Dante Alighieri)